Início > Uncategorized > Monitoramento de pessoas via Internet, monitoramento de e-mail, monitorando conversas do MSN, espionagem em geral

Monitoramento de pessoas via Internet, monitoramento de e-mail, monitorando conversas do MSN, espionagem em geral

Com os adventos das novas tecnologias, chegamos a um paradoxo. Duas idéias opostas que convivem lado a lado.
De um lado as pessoas acusam empresas (e outras pessoas) de monitoramento de sua vida pessoal via Internet, ou seja, alegam nos tribunais, invasão de privacidade. E do outro lado, estas mesmas pessoas criam comunidades, postam scraps, publicam imagens pessoais e vídeos caseiros na mesma Internet.
 

O outro lado é quando a própria pessoa entrega as informações pessoais em páginas do Orkut, publica suas fotos em fotologs (e álbum do Orkut), facilitando o trabalho de alguém que usa de informações para descobrir dados ‘sigilosos’. É a chamada Engenharia Social, onde o invasor garimpa as informações sobre o usuário… Então descobre-se o MSN da pessoa… Como quem não quer nada, começa uma conversa… Pergunta o que ela gosta e não gosta… E rapidinho, em cerca de alguns minutos, o invasor já descobriu a senha do MSN da pessoa, seja com a captura do IP via MSN e seguinte invasão remota, seja através da instalação de keylogger, ou de capturadores de tela. Quando o usuário é ‘ingênuo’, coloca a mesma senha em todos os serviços de Internet, desde MSN e e-mail até nos Internet Banking (bancos via Internet). Isto sim é facilitar o trabalho do invasor.
Então, antes de se lamentar pelo leite derramado, proteja suas informações pessoais, use senhas sem nenhuma relação com você, e diferentes para cada serviço.

Mas nem tudo é ‘do mal’. Veja por exemplo, uma aplicação para monitoramento remoto de pacientes com diabetes através de tecnologia XML, disponível em http://www.ipt.br/atividades/servicos/chat/?ARQ=115
Uma das formas de proteção é o correto uso das permissões NTFS de seus arquivos e pastas, como citado em http://mediugorie.spaces.live.com/blog/cns!1E5807A6D5723B60!366.entry
 
Quer saber mais??? Veja:
Segurança (proteção)

Como descobrir senhas de e-mails (e proteger-se)

Parte 2 em http://mediugorie.spaces.live.com/blog/cns!1E5807A6D5723B60!1048.entry – senhas mais usadas, como descobrir
Parte 4 em http://mediugorie.spaces.live.com/blog/cns!1E5807A6D5723B60!1051.entry – invadindo o MSN/Hotmail
Quais os perigos que a Internet oferece (e como se proteger)

Mantenha seu computador/Windows protegido
Mantenha seus filhos a salvo na Internet

Categorias:Uncategorized
  1. Rosane
    9 de dezembro de 2011 às 10:21

    Olá. Meu problema não é monitorar a conversa de alguém. Não que isso não fosse interessante, mas o que eu queria saber, é se ALGUÉM tem como monitorar as minhas de outro computador. Desconfio que alguém está fazendo isso, mas é claro que não me diz. Se isso é possível, tem alguma maneira de bloquear isso? Ou de saber se estou sendo monitorada ou não? Desde já, fico muito grata.

  2. José da Mota
    3 de julho de 2012 às 07:28

    O lado B das mídias Sociais. Duas em uma, as mídias sociais junto às tecnologias mais recentes são o maior sistema de espionagem já inventado pelo homem. Gravam tudo o que você fala e expõem em vídeo e fotos e textos para a eternidade. A Web foi criada para fins militares, é uma arma de espionagem, a maior delas. E continua sendo usada para isto. O resto é ilusão.
    Alteram suas regras, as mídias sociais, mudando todo o comportamento de uma sociedade e ou levando-a ao constrangimento porque expõe suas particularidades. Que só se fazia entre amigos íntimos ou às escondidas entre quatro paredes. Porque o usuário ainda se ilude que a Internet é algo privado, que só você ou quem você quer tem acesso às suas informações íntimas e particulares, naturalmente confidenciais como inclusive confidências verbais ou escritas feitas à algum(a) amigo(a).
    E o que é pior, em dois pontos:
    Primeiro, existem organizações criminosas especializadas em criar armadilhas para pessoas comuns que vivem solitáriamente e usam a Internet em uma frequência maior, com o risco de levar inexperientes ào crime em si, por pura ingenuidade. Transformando-as em reféns (vítimas) das próprias confidências, levando-as à navegações excusas, tenebrosas e às escuridões das trevas “também ciberneticas”, expondo e comprometendo-as a situações inimagináveis, causando no mínimo traumas psicológicos, talvez para a eternidade.
    Segundo: é uma mídia que está nas mãos de meia dúzia de empresas influenciando as massas, o planeta, e de alguma forma com os seus dados estatísticos extraídos dos segredos pessoais guardados em seus bancos de dados. Ameaçando a todo momento e ou constrangendo e inibindo os movimentos legítimos em defesa de suas pátrias. Também transformando seus usuários em reféns (vítimas) das próprias confidências, navegações secretas e exposições de suas estratégias políticas, quando não se aproveitando dos momentos pessoais, suas intimidades e particularidades, verbais ou físicas.
    Mesmo os Guerrilheiros, rebeldes, revolucionários e independentes são dependentes e submetidos às ações das plataformas que usam para “erguerem suas vozes” como: Facebook, twitter, Google, Yahoo, Gmail, hotmail, msn, Blog, Orkut, Linkedin, que são bancos de dados gigantescos que guardam as informções de todo o planeta com os seus IP´S. O que apelidei de era apocalÍPtica, com o maior´e único detentor da informação de todos inclusive das mídias sociais, o próprio grupo detentor da W W W, que controla tudo, cada virgula movimentada por todos eles.
    Os supercomputadores calculam estatisticamente tudo, baseado em informações pessoais para tomarem conclusões sobre mudança de comportamento à até um golpe de estado em uma nação, e como e onde se aproveitar disso.
    Como exemplo, de nome sugestivo, No Brasil temos o Tiranossauro, apelidado de Tirano, é um supercomputador da receita federal brasileira que cruza dados de seu cartão de crédito, imóveis (cartórios), contas bancárias de mais de 170 bancos, conta telefônica, plano médico, chegando `a mais de 30 opções de cruzamentos de informaçoes, hoje. Com tendência a aumentar sempre, vasculhando a vida fiscal e financeira de todo cidadão brasileiro e em milésimo de segundos.
    Imagine os supercomputadores que calculam estatisticas via mídias sociais, WEB, bancos de dados, identidade digital de voz nos bancos de dados das empresas telefônicas e etc?
    Esta na hora de criar um movimento que crie alternativas para que não fiquemos à mercê de meia dúzia de detentores desta tecnologia. Criar e fortalecer outras mídias sociais em bancos de dados independentes e seguros de privataria e acabar com o monopólio midiático e de espionagem que se instalou na Internet.
    José da Mota.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: