Início > análise, invasao e protecao > Evitando monitoramento do Google e Facebook

Evitando monitoramento do Google e Facebook

Os sites da Google promovem o monitoramento das ações do usuário enquanto ele está conectado a um de seus serviços (Youtube, Orkut, Google+, etc). Portanto, quando você efetua uma busca na Internet (estando conectado), a Google sabe o que você pesquisou. E a partir de então, estes dados são usados (e até vendidos) para que o Google AdWords (por exemplo), faça propaganda direcionada para o seu perfil. E o monitoramento ocorre inclusive com a leitura das mensagens de e-mail que temos dentro do GMail.

Exemplo: você pesquisa fotos de ônibus. Ela sabe que você se interessa pelo assunto. Nas próximas pesquisas relacionadas, como transporte ela lhe apresentará resultados sobre ônibus, e não tudo o que deveria aparecer, como bicicleta, avião, trem, etc. E as propagandas nas laterais, serão direcionadas ao tema ônibus, como fretamento, venda de ônibus usados, etc.

Outro exemplo: se você não acredita que o GMail lê o seu e-mail, faça o teste. No post anterior eu postei sobre o SpyPig. Mande uma mensagem para o GMail, com o SpyPig embutido, a partir de outra conta de e-mail. E deixe o e-mail lá, sem ler, dentro do GMail. De tempos em tempos, você receberá um aviso do SpyPig informando que a mensagem foi lida. Surpresa! O GMail está analisando o conteúdo de suas mensagens para saber o que lhe interessa, e futuramente, exibir as mensagens e propagandas direcionadas.

Quer saber o que a Google sabe sobre você? Acesse http://www.google.com/dashboard/ e informe o login/senha.

Uma forma de se prevenir é fazer a navegação anônima ou então pesquisas no Google sem estar conectado a nenhum serviço da Google. Ou usar o Mozilla Firefox, com um plug-in específico (que será apresentado no final deste post). A navegação anônima pode ser iniciada com:

No Internet Explorer é CTRL+SHIFT+P, no menu Ferramentas.
No Mozilla Firefox é CTRL+SHIFT+P também no menu Ferramentas
No Google Chrome é CTRL+SHIFT+N

Tem gente que fica revoltada com o monitoramento do Google, mas o Facebook é pior. Ele não apenas monitora, como faz mesmo quando você não está conectado nele. E se o Facebook percebe que você tem algum mecanismo de proteção contra o monitoramento deles, você é avisado (de forma bem sutil) para se conectar ao FB, ou seja, autorizar que eles monitorem o que você está fazendo. Veja a imagem a seguir que ilustra este ‘momento de invadir o computador do usuário, com a permissão dele, claro’.

Como se pode observar na imagem, mesmo estando conectado no Facebook, ele pede para que me conecte a ele. Na verdade, existem softwares que impedem que o Facebook faça o seu monitoramento sobre os meus dados, e ele fica o tempo todo pedindo para ‘me conectar’. Com o monitoramento dos meus dados, o Facebook pode sugerir amigos que tem o mesmo perfil que o meu, fanpages de produtos que eu já tenha consultado na Internet antes, vender os meus dados para uma determinada marca (que eu já acessei o site antes), enfim, eles conseguem ganhar dinheiro, muito dinheiro, com os meus dados de navegação.

Em http://blogs.estadao.com.br/link/como-o-facebook-rastreia-os-usuarios/ existe um infográfico muito interessante, que mostra exatamente como o Facebook faz este monitoramento.

Alguns podem dizer, mas o que isto pode representar de perigo? Sim, porque o maior perigo dos usuários são eles mesmos. Veja esta reportagem http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2011/10/estudo-mostra-que-pessoas-revelam-informacoes-cruciais-no-facebook.html

Em maio deste ano, foi criada uma campanha para ‘abandonar o Facebook’, e teve baixíssima adesão. Às vezes, como disse John Lenon “A ignorância é uma espécie de bênção. Se você não sabe, não existe dor.”  Muitos preferem permanecer nas trevas (em muitos sentidos, até no sentido religioso), porque a luz poderá ofuscá-los.

Uma opção para evitar o monitoramento do Facebook (e também Twitter, Google+, LinkedIn) é instalar o Priv3 no Firefox, disponível em http://info.abril.com.br/noticias/blogs/download-da-hora/internet/extensao-para-firefox-impede-rastreio-em-redes-sociais/

  1. Rosely Monteiro da Rocha Vieira
    17 de dezembro de 2011 às 21:46

    Fernando, estou muito intrigada com uma janela que se abre todas as vezes que estou na página do face. Nesta janela consta que um script está sendo executado naquele momento e este mesmo script está deixando meu pc lento. Logo em seguida vem a pergunta se eu desejo continuar executando o script ou não. Logicamente eu clico em “não”. A janela se fecha. Outra hora abre uma outra janela perguntando se eu quero permitir a execução apenas de sites seguros: http:/. Como sou leiga no assunto não sei o que fazer. Poderia me orientar por favor?? Com respeito ao seu blog, achei super interessante a explicação de como somos monitorados. Já havia lido na revista super interessante sobre o assunto.
    Aguardo sua resposta.

    Obrigada.

    • 18 de dezembro de 2011 às 11:27

      Use o aplicativo SpyBot Search&Destroy 1.6.2 para verificar seu computador. Use o antivírus ClamWin Portable para limpar seu computador.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: