Arquivo

Archive for dezembro \18\UTC 2011

A Internet está piorando a experiência de vida das pessoas

18 de dezembro de 2011 6 comentários

Título estranho? Mas com motivo.

A Internet tem crescido a um ritmo alucinante nos últimos anos, e considero que sob certos aspectos, está sendo prejudicial, trazendo mais prejuízos do que benefícios, especialmente para as novas gerações.

Para começar, o excesso de informação sobre qualquer coisa e sobre tudo ao mesmo tempo. Basta abrir uma página de portal de notícias como o  UOL e estamos ali, em frente a quase 200 notícias diferentes. E o cérebro do ser humano, especialmente do gênero masculino, que por milênios precisou focar a atenção, concentração e visão apenas em um objeto, a caça, senão sua prole morreria de fome por ser um mal caçador, agora se depara com 200 opções para sua imediata atenção. Como se isto não fosse o bastante, a página é atualizada com popups de propagandas, tirinhas com as últimas notícias, e fotos de mulheres semi-nuas em cores vivas inseridas estrategicamente em locais onde a atenção visual focal é maior.

A maravilha da Internet no início, alardeando a possibilidade de acesso a todo tipo de informação a qualquer momento, criou uma geração de zumbis (deve ser por isto que os internautas gostam tanto de citações a  zumbis e bacon), que navega na Internet sem direção ou sentido, por horas seguidas, sem noção da quantidade de tempo envolvida na operação/ação. Se você leu até aqui, certamente irá ler até o final.

Este é outro problema. Com o advento do Twitter e o mural do Facebook, qualquer informação com mais de 2 parágrafos é rapidamente ignorada pelo usuário. Ao ignorar um texto longo, ele ajusta seu cérebro para aceitar apenas notificações curtas e rápidas, causando uma série de problemas posteriores. Para começar, quem escreve sabe disto, é quase impossível expressar uma ideia em dois parágrafos. Início, meio e fim? Faltará uma das partes, que muitos internautas substituem rapidamente por um HAHAHA frenético, ou kkkkkkk, ou um ilegível poaskpoaskop

Uma forma de contornar o problema da leitura, foi a criação dos MEMEs, padronizando todas as experiências de vida em alguns quadrinhos. Legal, divertido, interessante? Só que esta padronização está acabando com a criatividade das pessoas, além de privá-las de algo importante: a experiência de vida. Quando uma criança vê na Internet um meme do tipo Forever Alone, onde ele está só e todos tem os seus pares, não existe uma assimilação entre o fato e o sentimento. No mundo real, quando isto acontecia (sem a influência de um meme [idiota]), o tal ‘isolado’, desenvolvia algumas soluções para o problema, como uma mudança de atitude, uma abordagem diferente com as meninas da festa/grupo, ou seja, o cérebro era colocado para funcionar. E o que acontece hoje, pós-meme forever alone? A pessoa está na situação, lembra da tirinha forever alone, liga o celular e fica jogando qualquer coisa para passar o tempo. As pessoas estão se acomodando, não estão reagindo, não estão pensando.

E de que adianta um mundo de informações, se as pessoas não estão mais pensando?

É notório que todos estão considerando somente um fato de cada vez, ignorando as relações envolvidas, simplificando o excesso de informações, porque seu cérebro está sendo treinado pela Internet para fazer isto, uma coisa de cada vez.  Um exemplo bem claro desta falta de conexão entre tudo eu percebi ontem, em uma notícia no jornal regional sobre a redução do limite de velocidade em muitas ruas principais do centro da cidade em nome da segurança. E quais são as relações envolvidas? A simples redução da velocidade, acompanhada da instalação de radares, não tem como objetivo melhorar a segurança, mas aumentar a quantidade de multas. Simples? E o complexo? Aumento da frota, aumento da arrecadação de IPVA, péssima qualidade das vias, semáforos fora de sincronismo, cruzamentos mal iluminados, obras iniciadas e nunca finalizadas, consertos do sistema de água e esgoto após o asfaltamento (produzindo buracos e remendos sem qualidade), políticos que se preocupam apenas com o transporte individual, aumento da poluição (o consumo de combustível em um carro é uma parábola voltada para cima), lucro dos bancos com o aumento da oferta de crédito, etc. E quais seriam os motivos reais para os acidentes, que deveriam ser efetivamente combatidos, e não reduzindo a velocidade nos locais? Motoristas destreinados, outros embriagados, outros usando celulares e smartphones para consultar o ‘face’, falta de atenção na direção, não conseguir ler uma faixa de trânsito que contém mais do que 4 palavras (efeito do excesso de informação comentado anteriormente).

E o que esta geração de zumbis fascinados por bacon vai deixar para a próxima? Nada. Como em um lapso de memória, ao verificar o que aconteceu com as suas vidas, perceberão que perderam tempo, perderam dinheiro, perderam vida. Dinheiro é recuperável, mas tempo e vida, não. E acabarão tristes e melancólicos se recordando de alguns memes que eles compartilharam avidamente no Facebook.

Anúncios
Categorias:Uncategorized

Proteção para a Família + LogMeIn, TeamViewer, InterAppControl

8 de dezembro de 2011 3 comentários

Imagine que você esteja preocupado com o que seu filho está acessando ou com que pessoas ele está conversando, quando está na Internet, e você no seu serviço. Certamente não é uma história fictícia, e sim a realidade de muitos pais honestos e trabalhadores, que estão preocupados com o que o mundo digital tem de perigos e armadilhas, e seus filhos, podem cair nelas.

Existem várias formas de proteção, e vou comentar algumas delas.

A primeira é usar o Proteção para Família, disponível em http://windowslive.com.br/public/product.aspx/view/16

A segunda é o InterAppControl, disponível em http://quartzo.com/interapp/

Outra é ‘assistindo’ o que eles estão fazendo, via LogMeIn (disponível em https://secure.logmein.com/BR/products/free/) ou TeamViewer (disponível em http://www.teamviewer.com/pt/index.aspx)

É claro que existem muitas opções, mas vou me deter apenas nestas, que na minha opinião, são ótimas.

LOGMEIN

Com o LogMeIn instalado, você consegue ver (e intervir) tudo o que está sendo realizado no computador.

No computador do seu filho, baixe e instale o LogMeIn. Opte pela conta FREE, e informe um e-mail/senha para você conectar. Em qualquer outro computador na Internet, usando preferencialmente o Internet Explorer, acesse o site http://www.logmein.com e informe o seu e-mail/senha. Aparecerão os computadores cadastrados, e certamente o que você instalou o LogMeIn Free. Clique nele, e informe login/senha. Que login/senha é esta? Este login/senha é o administrador/senha que está configurado no Contas de Usuário do computador de seu filho (na sua casa).

A seguir, clique em Controle Remoto. E pronto. Será mostrada a tela do computador na janela do navegador, com a possibilidade de intervenção. O ideal é que seu filho esteja usando um usuário restrito (e não um usuário do tipo administrador), porque senão ele conseguirá desinstalar ou fechar o LogMeIn, e você perderá a conexão.

É possível ‘pegar’ o mouse e teclado dele, bloquear as ações dele, abrir um chat, etc. Muito prático e completo. Se quiser usar o LogMeIn em seu smartphone ou tablet, precisará comprar o LogMeIn Ignition via Android Market ou iTunes.

TEAM VIEWER

Além do LogMeIn existe o TeamViewer, que faz praticamente o mesmo, e também é gratuito.

INTERAPP CONTROL

Como um problema com filhos é motivo para acabar com a paz dos pais, recomendo instalar no computador, além da dica sobre a Proteção para Família, um programa chamado InterAppControl.

Este InterAppControl é nacional, sede em Itatiba-SP, e tem a versão gratuita para até 6 bloqueios. Você cadastra lá no software uma palavra chave, por exemplo, FACEBOOK. Toda tela que aparecer com a palavra FACEBOOK no título, será fechada. E assim por diante. Depois, com a senha (troque a senha 123 por uma de sua preferência), poderá ver o que foi acessado (histórico de todas as janelas abertas no computador), o que foi bloqueado, etc. Ele é baratinho, e vale a aquisição, porque além de poder consultar um histórico muito maior, você poderá definir horários específicos que ele pode usar ou não algum programa ou site.

Office 365 e Yola. O que eles tem em comum?

2 de dezembro de 2011 Deixe um comentário

Basicamente não há o que comparar, porque o Office 365, da Microsoft é a versão on-line da suíte de aplicativos, destinada a pequenas e médias empresas, enquanto que o Yola é para construção de websites, inclusive com o apoio do SEBRAE.

A semelhança, curiosa por sinal, é na imagem utilizada. A mesma foto, e só muda a imagem do notebook. #fail hahaha

Categorias:Uncategorized